sexta-feira, 17 de junho de 2011

NAMORO ENTRE IGREJAS


Muitas pessoas apresentam dúvidas com relação ao namoro cristão. E uma delas é justamente o namoro entre pessoas que congregam em igrejas diferentes. Ou seja, é errado namorar alguém que frequenta outra igreja evangélica?


Analisando a Palavra de Deus, percebemos que não há problema algum neste sentido, pois não se trata de jugo desigual, isto é, se o casal é cristão e professa a mesma fé em Jesus, não há impedimento. Todavia, é necessário que o casal considere um aspecto muito importante para que não haja conflitos e desentendimentos neste sentido. 

Diante deste fato, é importante que o casal saiba lidar com as diferenças. Confesso que é conveniente que os dois frequentem a mesma igreja para que juntos possam servir ao Senhor. Afinal de contas, qualquer casal de namorado tem o desejo de estar perto e de participar do mundo um do outro. No meu caso, por exemplo, eu fazia parte da Comunidade Evangélica onde exercia cargos ministeriais e meu esposo, na época namorado, era da Igreja Renascer em Cristo. Ele chegou a ir à igreja que fazia parte uma vez, mas não se identificou. Eu então decidi ir para a Igreja Renascer para estar perto dele e acabei me identificando com as pessoas e com a visão da igreja e hoje somos pastores neste Ministério.


No meu caso, eu acabei cedendo a minha preferência com relação à igreja. Achei que iria ficar um tanto confuso fazermos parte de igrejas diferentes. No entanto, como diz o ditado popular, cada caso é um caso. Ou seja, estejam na mesma igreja ou não, o importante é que haja uma concordância que deve ser verdadeira e não teórica. Digo verdadeira porque muitas vezes há uma concordância teórica neste sentido, isto é, o casal concorda em que cada um continuará em sua igreja, no entanto, no decorrer do relacionamento, passam a existir brigas e discussões, pois cada um acha que a sua igreja é a ideal. Surgem as críticas em relação à igreja do outro. Assim, caso cada um opte em ficar em sua igreja, é preciso que haja uma concordância verdadeira, onde na prática os dois acatem a decisão de ambos em permanecer na igreja em que estão e respeitem e compreendam as diferenças. Do contrário, o relacionamento se tornará um tanto complexo, pois como descrito no texto acima, é impossível andar junto com alguém sem que haja um acordo entre as partes. Diante das considerações acima, sugiro que em situações como estas, o casal dê tempo ao tempo e busque a direção de Deus. É bom que cada um visite a igreja do outro e não usem se chantagem, do tipo: - Se você não vier para a minha igreja é melhor a gente terminar o namoro! As coisas devem acontecer naturalmente, à medida que Deus for ministrando ao coração, caso os dois optem em ficar na mesma igreja. Além disto, se o namoro for realmente da vontade de Deus, tudo se ajustará. O importante é que estejam em santidade, firmes na presença do Senhor.     

 Em Amos 3:3, vemos a seguinte declaração: “Andarão dois juntos senão houver entre eles acordo?”. Analisando este texto da Palavra de Deus, percebemos que para que um namoro entre pessoas que fazem parte de igrejas diferentes dê certo, é necessário que haja um acordo entre as partes. Como sabemos, cada igreja evangélica possui a sua própria visão, em outras palavras, digamos doutrinas e uma forma peculiar de glorificar e servir ao Senhor. 


Pra. Ioná Loureiro

Um comentário:

Volta Cristo disse...

Gostei da nova roupagem do blog, está da cor do meu blog, é muito linda esta cor, seu blog está ótimo, desejo que Deus abencoe vc e sua família.Paz do Senhor, tenha vc e sua família uma semana abençoada.Parabens..